segunda-feira, 22 de junho de 2009

Como me tornei estúpido

"Sempre parecera a Antoine contabilizar a idade como os cães. Quando tinha sete anos, ele se sentia gasto como um homem de quarenta e nove anos; aos onze, tinha desilusões de um velho de setenta e sete anos. Hoje, aos vinte e cinco, na expectativa de uma vida mais tranquila, Antoine tomou a decisão de cobrir o cérebro com o manto da estupidez. Ele constatara muitas vezes que inteligência é palavra que designa baboseiras bem construídas e lindamente pronunciadas, e que é tão traiçoeira que frequentemente é mais vantajoso ser uma besta que um intelectual consagrado. A inteligência torna a pessoa infeliz, solitária, pobre, enquanto o disfarce de inteligente oferece a imortalidade efêmera do jornal e a admiração dos que acreditam no que lêem."

A citação é o primeiro parágrafo do livro Como me tornei estúpido, de Martin Page. Desiludido com o seu desajuste em relação ao mundo e sua incapacidade de viver a vida dos homens, Antoine decide tornar-se estúpido, como um meio de se integrar na sociedade que o cerca. Tentando viver a verdade "é bom pensar, mas é preciso aproveitar a vida", o herói desenvolve métodos para abolir qualquer forma de sabedoria e incorporar a banalidade e o conformismo típicos da sociedade contemporânea. O livro é um deleite de ironia (e inteligência!) do início ao fim.

3 comentários:

Kenia Cris disse...

Adorei! Vou procurar esse livro pra ler também! Bom demais ver vc novamente por aqui querida Rose!!! Sei que a correria do dia-a-dia não nos permite às vezes fazer tudo aquilo que nos alegra e que tanto desejamos. Fico feliz demais por saber que vc ainda está por trás dessas linhas. Beijo carinhoso com doçura! Cuide-se mocinha!

Emilly disse...

Muito interessante esse primeiro trecho,deu pra sentir água na boca em relação ao tema ótimo do livro!

obrigada por compartilhar a dica :)

abraços e uma ótima semana!

Rosa Marques disse...

Também fiquei com água na boca, mas muito mais por seu comentário que pelo trecho do livro em si...
Acho que vc é marketeira disfarçada...